Assessor do vereador licenciado Marcão da Coruja é indiciado por venda ilegal de terrenos do município

Perdeu uma ótima oportunidade de ficar calada a assessora “ASPONE”  Thaís Simões “FOFÃO”ao tentar acusar a Gestão Jardel Sebba de envolvimento com a venda de terrenos ilegais pertencentes à Prefeitura Municipal de Catalão.  Levianamente, a moça fez uma acusação, diretamente da Delegacia de Polícia afirmando os culpados pelo lamentável episódio eram ligados à Jardel Sebba e deu com os burros n’água, pois foi revelado e comprovado pelo Delegado local que  todos os envolvidos no fato são do bando de Adib Elias. Thaís, que recentemente foi pega usando carro oficial da Prefeitura para ir num salão de beleza da cidade, recebeu ultimato do abilobado Prefeito  para focar no seu trabalho de enxugar gelo e parar de  ficar só na fofoca , senão seu destino será RUA.

De acordo com o inquérito policial, um dos indiciados apontados pela Operação Ponto Final que foi deflagrada pela Polícia Civil, Paulo Henrique Gregório da Silvia, trabalhou na Câmara de Vereadores na última  gestão de 2017, ligado diretamente ao gabinete do vereador licenciado  Marcão da Coruja (PRP) , exercendo o cargo de assessor parlamentar do mesmo. Só para lembrar, Marcão da Coruja, recentemente usou material e mão de obra da Prefeitura Municipal de Catalão na reforma de sua bela Mansão.

A operação Ponto Final da Polícia Civil de Catalão indiciou quatro pessoas por Estelionato ao realizarem vendas fraudulentas de lotes do município no ano de 2011 e  2012 , na gestão de Velomar Rios (MDB) . Foi constatado também que essa organização criminosa montada para vender terrenos do poder público de forma ilegal, contava com ampla estrutura de apoio baseada em algumas secretarias municipais do Governo Velomar Rios, onde cada um dos envolvidos ganhava sua gorda bolada.

Compartilhe essa notícia:
Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *